The Woyames

Poesia curtinha (?) maio 11, 2009

Tá, esse título eu acabei de roubar da minha amiga que está conversando comigo nesse minuto instante momento no MSN HAUAHU

Enfim: EU ESTOU VIVA! Nem vou contar quantos dias fiquei sem postar… É uma vergonha, eu sei. Mas é que eu tava meio de greve… Ainda estou, BUT fiquei com saudade de escrever, né.

Leia só:
“O tempo passou, eu continuei acordando e indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele. Até que algo sensacional aconteceu. Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher que eu acabei me tornando mulher demais para ele.

Ele quem mesmo?

(Tati Bernardi)

MANOOOOOO, muito irado. Eu até anotei no meu caderninho de ideias, que está cheio de anotações e desenhos retardados que me vem a cabeça, hihi.

Aí na sexta-feira eu levei um super tombo na Educação Física e adivinha: não consigo nem dobrar o joelho. MOLEEEEEEEEEEEEQUE hoje eu fui sair do carro e dei uma joelhada no banco.

Sacou a minha dor, né?

E amanhã sai o meu boletim, que vai ser diretamente entregue para os meus pais… Acho que vou ficar mais um tempinho sem postar aqui, sabe… Hihi zoa.

Que venham as notas boas (e ruins em matemática)!

Anúncios
 

Uma nova virtude abril 22, 2009

Qual é mesmo a palavra que as pessoas dizem que é uma virtude pra poucos? Sério mesmo, me esqueci HAUHAUAH

É……….. Perdão! Me lembrei! Que belo jeito de começar o post, hihi. Enfim dizem que o perdão é uma virtude, né? E eu digo que o bom humor também é!

Não acreditam? Conto o meu (lindo) dia pra vocês:

Estava eu feliz e contente indo para o colégio, quando me dizem que vou ter que ajudar a empurrar o carro. Ah, tudo ok, né? Acontece. Vi minha irmã passar pelo cantinho da parede e fui atrás dela, MAS eu não vi que a valeta estava sem tampa e BAAAAAAAAAAM cai! Tive que subir, trocar de tênis (que ficou cheio de lama), meia (idem), calça e até de casaco!

No final, quase perdi o primeiro tempo de aula e ainda tive que falar pros meus amigos o ocorrido, mas acabei achando muita graça porque é sempre comigo que acontecem essas coisas, haha.

Chegou a temida aula de Álgebra I e adivinha? Duas notas baixas ): MAAAAAAAS como a turma não foi lá essas coisas, acabei deixando um pouco pra lá e zoando o pessoal e a mim mesma no final.

Chegando em casa, tive que ajudar minha mãe a arrumar 45.786 coisas na casa, mas foi legal porque eu fiz logo tudo, não reclamei e ela não pegou mais no meu pé.

Acabei chegando a conclusão de que:
a)Eu sou bem-humorada, porque não fazia ideia que podia passar por isso e ainda sorrir no final do dia;

b)Perdão até pode ser para poucos, mas o bom humor é para a elite HAUAHUAHA

 

Eu tenho a força, sou invencível março 17, 2009

Ok, talvez não invencível, mas pelo menos, eu tenho a força! É que essa música ficou na minha cabeça o dia todo. Até meio que fiz ela ficar na cabeça de uma outra amiga minha.

Massssssssssssss veja: eu estou postando! E só foram 4 dias de espera, HAHA eu disse que conseguiria… Ou não, hmm.

Tá legal que hoje foi um dia muito engraçado no colégio, embora hoje eu tenha três tempos de aritmética e depois mais três de geometria, eu zoei muito e ri litros com as minhas novas coleguetes *-*

Mas ontem… Fomos eu, Luana, Mariana e Nathalia (todas do colégio novo, uhul) almoçar lá pelo Méier, pois teríamos aula 13:20 e não dava tempo de ir até em casa e voltar. Sendo que eu estava servindo de guia para a Nat porque ela estava com uma espinha enorme na testa (é sério, enorme) e não queria que ninguém olhasse. Então ela meteu a Capricho na cara, e eu tive que guia-la pelas ruas. Parte hilária um, hihi.

Então passamos na frente do outro colégio lá (sou muita específica, haha) e encontrei uma amiga minha ali na frente. Atravessei a rua e fui falar com ela, aí apareceu mais uma amiga, depois mais dois amigos, ou seja, deixei a Nat batendo de cara nos posts e tentando achar a Mari e a Luana enquanto eu ia falar com meus amigos-super-sumidos-que-eu-não-via-a-galáxias. Imagina só 😀

No final deixei meus amigos lá e fui para o restaurante com as meninas. Eu como somo sou muito discreta, tratei de ficar zoando com os meninos desprovidos de muita beleza que passavam, hihi. Sendo que, como eu disse, sou muito discreta, acabei falando um pouco alto demais e o tal grupinho de gatinhos ouviu.

Aí começou o momento crítico HAUAH Eles passaram pela gente, e depois voltaram pra tentar conversar conosco. Nisso vimos que eles estavam voltando e saímos correndo, mas ainda tinhamos que pagar… Enquanto isso eles voltando. Saí arrastando minha mochila pelo chão e empurrando todas elas.

Saímos de lá iguais a umas malucas e agora elas estão com medo de almoçar comigo *-*

Mas que foi maneiro foi HAUAHA